3 passos para um emagrecimento consciente

Nesta altura de verão, calor e praia o corpo é sem dúvida o centro de todas as atenções. A roupa começa a ser mais fresca, começam-se a notar mais as partes que menos gostamos e que facilmente escondíamos no inverno e começa a surgir no pensamento a necessidade de emagrecer rápido para se puder colocar aquele bikini que tanto se quer.

Emagrecer rápido… será mesmo esse o melhor caminho?

Na minha opinião, certamente que não! Apesar de a nossa estética corporal ser aquilo que os nossos olhos conseguem ver, o nosso corpo vai muito além disso! Para além daquilo que se consegue ver existe toda uma imensidão de mecanismos que trabalham harmonicamente para que tudo funcione bem, para que a saúde seja uma constante! Porém, quando entramos em emagrecimentos rápidos e desregrados essa harmonia deixa de existir e aí podem surgir complicações de saúde. Vale a pena? É uma opção!

Mas se a sua opção for emagrecer de forma consciente e mantendo a sua saúde então siga estes 3 passos!

1: Defina um objetivo

Como assim definir um objetivo? O meu objetivo é perder peso!

Talvez este seja o seu primeiro pensamento ao pensar em objetivo. O que tem a expressão perder peso de errado?

Em primeiro lugar é uma frase com uma conotação negativa porque utilizamos a palavra perder, mas nós queremos realmente perder algo?! Embora ache que seja positivo pensar “se for perder peso sim”, acredite que a sua mente, ainda que inconsciente não achará!

Então, que tal se começar a pensar em emagrecer ao invés de perder? Ao fazer isso já estará a pensar de forma mais positiva sem dúvida. Contudo ainda não é o suficiente para ter um objetivo. Um objetivo é algo concreto, então defina exatamente que peso quer ter! E agora que já sabe quanto quer emagrecer precisa de definir até quando quer ter esse peso! Mas lembre-se a sua data tem de ser realista e respeitar as individualidades do seu corpo!

Estabelecido o seu objetivo coloque-o por escrito numa folha!

2: Respeite o seu corpo

Hoje em dia temos disponível apenas a um clique toda uma vasta informação sobre um vasto conjunto de assuntos. O que é ótimo quando conseguimos selecionar informação, o que nem sempre acontece quando se trata de emagrecimento. Basta que digite a palavra DIETA e terá acesso a um número incontável de alternativas.

Mas já parou para pensar se serão realmente as melhoras alternativas? Pode até ter o nome mais pomposo  e até lhe parecer que vai resolver de vez a sua questão de peso. Mas será que realmente vai? Ou será que vai ter uma mudança de aspeto físico como consequência de uma grande agressão ao interior do seu corpo?

É através da alimentação que nós obtemos os nutrientes necessários ao correto funcionamento do nosso corpo. Aquilo que comemos tem impacto direto no nosso estado de saúde. Se tem algum problema de saúde a sua alimentação tem de ser adequada a ele! Será que essas dietas são realmente adequadas à sua saúde?

Será que realmente respeitam o seu corpo? Pense nisso!

3: Faça pequenas mudanças

Pequenas mudanças têm um maior impacto a longo prazo que grandes mudanças rápidas! Então antes de ir digitar a famosa palavra dieta no seu motor de busca sente-se com uma folha e uma caneta na mão e pense:

O que é que eu posso começar hoje mesmo a mudar na minha alimentação?

Posso reduzir o açúcar que ingiro por dia? Onde posso começar a reduzir já hoje? Como o posso fazer?

Posso reduzir o consumo de sal? Onde posso começar a reduzir já hoje? Como o posso fazer?

Como demasiado ao almoço e jantar? Como posso melhorar? Posso reduzir um pouco o arroz e equivalentes e comer mais saladas?

Faço várias refeições por dia? Ou só como 3 vezes? Posso começar a fazer mais lanches? Como o vou fazer?

Faço exercício? O que posso fazer já hoje para mudar isso? Que tipo de exercício posso fazer que se enquadre na minha rotina de vida?

E depois de tudo isto…

ENTRE EM AÇÃO!

Ilustrações: Bruno Rocha

Bem se Queira, sempre!

Drª Patrícia Costa