Gases Malcheirosos: a influência da alimentação no cheiro dos gases

Já alguma vez pensou que o facto dos seus gases terem cheiro diz muito sobre a alimentação que está a fazer?

A produção de gases acontece pelo processo de fermentação das bactérias.

Quando ingerimos alimentos que não digeridos nem absorvidos eles acabam por ser alimento para as nossas bactérias intestinais. Uma microbiota saudável é constituída maioritariamente por bactérias probióticas, ou seja, as que são benéficas para a saúde.

No processo de fermentação por ação das bactérias pode haver a produção de hidrogénio, dióxido de carbono e, às vezes, metano.

Algum do hidrogénio é incorporado para formar ácidos gordos de cadeia curta que têm papel benéfico.  O dióxido de carbono pode ser usado pelas bactérias ou absorvido e exalado pelos pulmões.

Desta forma concluímos que a produção de gases não é necessariamente má. No entanto quando há uma acumulação excessiva de gases há distensão e dor abdominal.

É importante que tenha o cuidado de evitar os alimentos que lhe causam desconforto.

Agora, vamos à grande questão:

Porque é que os gases têm cheiro?

Quando os gases são malcheirosos significa que está com algum problema na digestão das proteínas.

Entre as razões para estar a ter essa má digestão de proteínas podemos destacar as seguintes:

  • Comer carne/peixe grelhado – quando grelhamos a carne ou o peixe estamos a reduzir a digestibilidade da proteína, desta forma a prejudicar a digestão da mesma. Uma forma de prevenir isto é colocar a carne/peixe a marinar antes
  • Fazer uso de medicamentos que reduzam a acidez do estômago como os “prazol”.
  • Mastigar mal os alimentos.
  • Beber refrigerantes junto com a refeição.
  • Beber água de Ph alto na refeição, sendo esse ph alto proporcionado pelo maior teor de bicarbonato de sódio na respetiva água.
  • Consumo de ovos cozidos. Devido à constituição química dos ovos, quando os consome inteiros e, portanto, com a estrutura intacta, tem um aumento de gases e malcheirosos.

Se sofre com os gases a infusão de gengibre pode ser uma boa aliada. Inclua uma chávena desta infusão após as refeições.

Espero que este artigo tenha sido útil para si.

Bem se Queira, sempre!

Drª Patrícia Costa